Home / Campanhas / Lombalgia
lombalgia
lombalgia

Lombalgia

campanha_lombalgiaLombalgia significa dos nas costas e não é um diagnóstico, apenas um sintoma que pode ou não estar relacionado com alguma doença.
A fonte de dor pode estar nas articulações, discos, vértebras, músculos ou ligamentos que podem sofrer irritação ou inflamações.
Nos dias de hoje, a dor nas costas é tida como uma das queixas mais comuns da população. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que aproximadamente 80% dos adultos sofrerão pelo menos uma crise aguda de dor nas constas durante sua vida e 90% dessas pessoas apresentarão mais de um episódio.

Qual o tratamento para a lombalgia?
O tratamento mais aceito hoje em dia consiste no uso de medicação (analgésicos, antiinflamatórios e relaxantes musculares); fisioterapia; cirurgia e medidas de educação e orientação dos pacientes (ginásticas, técnicas de relaxamento e mudanças no estilo de vida).

campanha_lombalgia1Como prevenir-se?
– Evite curvar a coluna e se levantar bruscamente; – Evite levantar e/ou apoiar objetos afastados do seu corpo ou acima do nível da cabeça;
– Se o objeto a ser carregado for pesado, peça a ajuda a outra pessoa;
– Evite torcer a coluna sempre que possível;
– Procure não se manter em posições fixas;
– Ao transportar objetos, evite carregar pesos com uma única mão;
– No trabalho ou atividade lembrar sempre de mudar de posição o mais frequentemente possível.

O que se sente?
A maioria das pessoas sente dor inicialmente na região lombar que pode espalhar-se (irradiar) para as nádegas, coxas ou joelhos. Muitas pessoas campanha_lombalgia2apresentam também espasmos e contraturas musculares.
A dor e desconforto geralmente pioram quando se curva as costas ou carrega-se pesos. A dor pode ser forte, muitas vezes não possibilitando a pessoa sair da cama, piorando com os movimentos
e sentando, mas geralmente começa a diminuir depois de alguns dias e tende a sumir totalmente depois de 4 a 6 semanas.

campanha_lombalgia3Sinais de alerta:
Caso você responder afirmativamente (Sim) para algumas dessas perguntas, procure seu ortopedista:

– Sua dor na coluna irradia (corre) para aspernas?
– Sua dor na coluna aumenta quando você trazos joelhos em direção ao peito ou inclina-se para frente?
– Você apresentou recentemente dor na coluna após alguma queda?
– Você apresentou dor constante durante as últimas três semanas?
– Você apresentou dor na coluna que piorou após o repouso ou que o fez acordar à noite?
– Você sente dormência nas pernas quando caminha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *